Encontre o que deseja mais rapidamente!
Digite a doença ou assunto que deseja saber:

Escarlatina

A escarlatina é uma doença causada pela bactéria Streptococcus pyogenes, que acomete as crianças, principalmente as do sexo masculino, na faixa dos cinco a dez anos de idade. A doença é geralmente uma complicação, muito comum, da amigdalite ou da faringite.

A epidemia da escarlatina é mais recorrente na primavera e no outono.

Sintomas

A doença aparece em torno de 2 a 4 dias após a infecção pela bactéria. Os indivíduos infectados pela escarlatina apresentam os seguintes sintomas:

  • Febre alta;
  • Sede;
  • Náuseas e vômitos;
  • Falta de apetite;
  • Abatimento;
  • Pulso acelerado;
  • Dores na garganta;
  • Vermelhidão e descamação da pele;
  • Bolhas na língua (aqui é necessário ter bastante cuidado, para não haver nenhum tipo de complicação);
  • Língua em forma de morango, com bastante inchaço.

Uma boa dica é que, quando a criança estiver com muitas dores de garganta e não conseguir comer direito, ofereça a ela alimentos de fácil deglutição, como frutas, leite e derivados e bastante líquido.

A escarlatina propriamente dita se apresenta sob forma de erupções na cor vermelha, pequenas, mas com um certo relevo, que lembra as queimaduras de sol, conferindo a pele um ar áspero.

Se pressionadas, elas provocam palidez no local. Essas erupções acometem principalmente as regiões do corpo onde existem dobras, como as axilas, cotovelos e virilha. Em torno de uma semana depois de aparecerem, as lesões começam a descamar. Pés e virilhas sofrem mais neste período.

Diagnóstico

O médico consegue no próprio consultório detectar a escarlatina. Mas, em caso de duvida, pode ser feito um exame para investigar a presença do bacilo streptococcus.

Cuidados especiais

É importante que o doente tome banho, todos os dias, usando uma esponja. Todas as partes do corpo devem ser muito bem secadas. É bom também que a pessoa evite coçar as erupções. Quando a pele começar a descamar, deve ser aplicada vaselina. Os ouvidos e a urina do indivíduo devem ser analisados, para destacar quaisquer complicações decorrentes da escarlatina.

Recomendações para os pais:

  • Leve a criança ao pediatra, no caso de ela apresentar quaisquer sintomas citados acima;
  • Deixe a criança infectada em casa, em repouso;
  • Jamais interrompa o tratamento, pois a bactéria pode provocar complicações, mesmo que a doença esteja aparentemente curada. Por isso, só pare o tratamento quando o médico determinar.

Transmissão

A doença é contagiosa, e é transmitida através da tosse, espirro, saliva e objetos da pessoa que estejam contaminados.

Tratamento

É realizado através de antibióticos, em especial a penicilina (na forma de injeção e ingestão oral), que é um medicamento de primeira linha para a cura da escarlatina.

Caso a infecção não seja tratada, podem ocorrer complicações, como hemorragias no baço, esôfago, estômago e intestino. Além disso, é possível que haja convulsões, lesões renais, meningite, tímpanos inflamados, problemas cardiovasculares e dores intensas nas articulações. Por isso, tenha cuidado!

Por Danielle Batista

Se você gostou deste artigo, então que tal...

Doença de Gaucher

Aneurisma

Ictiose

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Leave a Reply

Email
Print